A Companhia foi fundada em 2003 por estudantes da Faculdade de Teatro da Universidade Federal da Bahia com o nome de Cia de Teatro BELUNA, tendo como primeiro produto cultural o espetáculo teatral “Perdidos” (adaptação da peça Dois Perdidos numa Noite Suja, de Plínio Marcos). A montagem foi dirigida por seu fundador, Natan Duarte, e interpretada por AC Costa, Iasmine Menezes, Bernardo Del’Rey, Zizi Moreno e Luis de Oliveira. Durante algum tempo adotou o nome Cia BELUNA de Teatro, e apenas em 2012 assumiu Cia BELUNA de Arte, com o lançamento do livro Uma História de Sertão, do então membro da companhia Alec Saramago.

A Cia desenvolve projetos culturais e pedagógicos de relevante impacto social. Entre seu rol de produções estão peças teatrais e de dança adultas e infantis, videodocumentários, oficinas artísticas em variadas linguagens, produção literária, saraus adultos e infantis, criação e manutenção de biblioteca comunitária e leituras dramáticas.

Situada no bairro da Baixa do Fiscal, sua estrutura física conta com uma biblioteca, com acervo voltado à arte, cultura e educação; uma sala menor destinada a aulas de artes plásticas e maquiagem; e uma sala maior, destinada à aulas de corpo e ensaios de teatro, dança e vídeo. Sua equipe não é fixa, sendo composta por profissionais diversos a depender dos projetos que estejam sendo desenvolvidos.