Emanuela Carvalho é professora e escritora. Mestra em Educação pela Universidade de Coimbra, onde morou por dois anos, escreveu de lá o seu primeiro livro, em co-autoria “A crise econômica vista do Brasil e de Portugal”, lançado em Salvador e em Brasília no ano de 2013.

Em junho de 2016 lançou “Antes feliz do que mal acompanhada”, livro carinhosamente chamado de “best-seller da Bahia”, que traz relatos anônimos de mulheres que viveram relacionamentos abusivos, mas conseguiram se libertar. A 1ª edição do livro rapidamente esgotou, e em outubro do mesmo ano, a autora lançou a 2ª edição. Ainda em dezembro de 2016, o livro foi lançado em Brasília, no evento “Mulheres no Poder” promovido pela Procuradora da Mulher no Senado. Em janeiro de 2017, o lançamento aconteceu em São Paulo, numa das livrarias mais importantes e tradicionais da cidade. Em consequência desse lançamento, surgiu o convite para escrever um artigo com o título do livro para o jornal Estadão, no Blog de Fausto Macedo. Desde então, são vários artigos publicados, todos relacionados às mulheres, ao feminismo, ao empoderamento.

Em 2018 a autora lança o livro “A terceira pessoa depois de ninguém”, que traz relatos de mulheres em situação de cárcere. As escutas aconteceram na Central Penal Feminina do Complexo Penitenciário da Mata Escura em Salvador durante os meses de janeiro e abril de 2017. São histórias fortes e comoventes sobre a invisibilidade a que essas mulheres são condenadas. O livro será lançado dentro da Penitenciária, com apoio do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon.

A autora faz palestras em universidades, escolas, livrarias, espaços voltados a discutir o feminismo, as relações abusivas e tantos outros assuntos importantes do universo feminino.