Jotacê Freitas, nascido em Senhor do Bonfim, Piemonte Norte da Bahia, em 6 de março de 1964, é poeta, especialista em artes na educação, graduado em pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia – UNEB. Pesquisador CNPq no PEPLP da UFBa de 2000 a 2003. Em 1993 recebeu o prêmio de melhor ator no III FITAB (Festival Independente de Teatro Amador) integrando o Grupo Teatral Nós-nas-tripas de Senhor do Bonfim.

Em 1996 ganhou o primeiro e o terceiro prêmios do concurso de poesia da ACLASB – Academia de Letras e Artes de Senhor do Bonfim. Em 2001 recebeu da Câmara Municipal de Salvador o prêmio de Menção Honrosa no I Concurso de Poesia Falada. Foi o primeiro colocado no Concurso Nacional de Literatura de Cordel realizado pela FUNCEB, em 2005, com o romance Panvermina e Zabalê nas Quebradas do Sertão. Foi vencedor do prêmio Minc-Mais Cultura de Literatura de Cordel – Patativa do Assaré, 2011, com o romance O Rei Cego e os Filhos Maus! Publicou os livros: BAIANICES, BAIANADAS E BAIANIDADES, em 2011; e, CORDEL POLÍTICO PEDAGÓGICO, em 2014. Publicou mais de 100 folhetos desde 1999. Atualmente é professor da Rede Municipal de Salvador.