Saulo Dourado nasceu no sertão mágico de Irecê-Ba em 1989 e mudou-se para a capital ainda criança. Na adolescência, ganhou os prêmios literários Ferreira de Castro e Correntes d’Escrita, ambos de Portugal, na categoria prosa de jovens autores. Matriculado na licenciatura em Filosofia pela UFBA, onde também tornou-se mestre, passou a colaborar com histórias infantis no suplemento A Tardinha do Jornal A Tarde.

Ao total, foram mais de cento e dez crônicas e contos ao longo de oito anos de coluna. Com livros, publicou a reunião de ficções O autor do leão (FB Publicações, 2017) e O mar e seus descontentes (Via Litterarum, 2016), além do juvenil Amar é uma conexão discada e o infanto-juvenil Mailon, o cão que late para o espelho, pela editora Caramurê. Possui títulos infantis selecionados para distribuição na Coleção Pacto de Leituras, da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, como material de alfabetização em escolas municipais por toda a Bahia. Promove oficinas literárias e apresentações em sarau. É professor na UNEB – Campus Salvador e no Colégio Salesiano.